Os 7 de Chicago

Há poucos segundo atrás vi a última cena de Os 7 de Chicago.

Aaron Sorkin fez uma obra incrível.

Extremamente atual e com atores fantásticos, derrubou até o meu preconceito com Sacha Baron Cohen.

Assusta-me o fato de todos os movimentos que trouxeram o tema respeito ao que é diferente se encaixam intensamente no momento atual.

É um filme que retrata o julgamento (político) daqueles que foram considerados os responsáveis pelo protesto que terminou em violência na Convenção Nacional Democrata de 1968, em Chicago.

O recado que guardei é o que tenho buscado incansavelmente nos últimos dias, meses e anos!

Mantenha-se firme aquilo que acredita e valoriza, encontre sua essência, entenda e viva aquilo que você veio aqui para viver. No final é por isso que será lembrado: se viveu ou não a SUA vida.

Esse recado não vem carregado de comportamentos, evite um pensamento reducionista de acreditar que é sendo irresponsável, desleixado, ou sem comprometimento que você viverá essa verdade. Devo te dizer que é exatamente o inverso.

Estar conectado com minha essência também me convida a entender que tenho um impacto no outro, que minhas ações podem ferir ou apoiar alguém, e que se firo serei responsável por remediar, pois é a única forma de reverter essa ação.

Como é claro para mim que aquelas pessoas que não aceitam que o outro seja diferente estão em defesa das suas próprias fragilidades, para que não se sintam desnudas perante a multidão, constroem o desejo de que a multidão também esteja sem roupa.

Por esse motivo evito agir como eles, e respeito se quiserem ser diferentes e não encararem suas próprias dores. O mínimo que espero é que parem de cruzar a linha e ferir as pessoas que são diferentes.

O desrespeito de alguns pela dor que famílias estão vivendo nesse momento beira a irracionalidade. Espero realmente que histórias como a representada pelo filme nos inspire, não a confrontar a polícia ou as autoridades, mas para confrontar nossa própria história de vida para nos movermos em direção a construir um convívio mais igualitário, mais pacífico, mais harmônico.

Temo que não terei tempo de ver isso, mas torço para que minha filha e quem sabe a geração depois dela possa experimentar um mundo assim.

27/03/2021

A.B.

16 comentários sobre “Os 7 de Chicago

  1. I loved as much as you will receive carried out right here.
    The sketch is attractive, your authored subject matter stylish.
    nonetheless, you command get got an impatience over that you wish be delivering the following.

    unwell unquestionably come further formerly again as exactly the same nearly a lot often inside
    case you shield this increase.

    Feel free to visit my blog post kebe.top

  2. I absolutely love your blog and find many of your post’s to be
    what precisely I’m looking for. Do you offer guest writers
    to write content for you? I wouldn’t mind publishing
    a post or elaborating on most of the subjects you write about
    here. Again, awesome website!

    Feel free to visit my web blog :: clubriders.men

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.